domingo, 12 de setembro de 2010

Help coração! HELP!

Tudo é questão de escolha, e eu escolhi assim. Não posso mais ser aquela menininha boba, mas é tão grande essa tentação que me persegue. Esse teu sorriso que insiste grudar em minha lembrança, balançar meus sentimentos. Preciso de você, mas não posso, não agora, porque olha como estou mudando, e quando a gente muda o mundo muda. Muda mesmo? Será? Ai, meu coração teima comigo, eu digo uma coisa e ele agarra outra com todas às forças. Estou dividida, confusa, meu Deus. Help!
Não adianta dizer não, bater o pé, pois ele, o teimoso Sr.Coração não entende, não entenderá. Esse sentimento não é vício, muito mesmo obsessão, mas é combustível para meu ser. E ele tornou-se labirinto dentro de mim, e mesmo que um dia tente achar uma saída - o que é improvável - eu não encontrarei, pois amor impregna, fica, entra, eterniza. Mas não posso! Não posso querer tanto seu abraço, desejar todos os dias penetrar meu olhar no teu. Eu não posso.
E às vezes o que mais faz doer aqui dentro é saber que estou ganhando outros olhos, e enxergando que a vida não é feita só de amor, de um único amor. Agora posso me desgrudar, posso? Só um pouquinho. Eu preciso que diga-me que sim, caso contrário, nada feito, então permaneço, eternizo ao seu lado. E vê agora, é esse meu dilema: Esperar sempre de você às respostas que preciso.

"Deixo assim ficar,
subentendido..."

2 comentários:

Leandro Bispo disse...

As vezes não podemos deixar que fique subentendido, é como as ideias que existem na cabeça e não tem a menor obrigação de acontecer, bom se eu realmente entendi este texto então eu digo sim para todas as suas questões espero estar certo no meu entendimento, espero...

lucas disse...

Esta você tem que responder por si mesma... Não havendo resposta certa ou errada, mas a SUA resposta. Afinal Deus nos ensinou que o verdadeiro amor liberta, da sem querer nada em troca. Apenas ama.

s2